20ª Semana de gravidez

Oba! Você está na metade do caminho! E, no caso de você não acreditar que 20 semanas é um marco importante para celebrar, considere que é mais longo do que um semestre na universidade, ou algum relacionamento que você pode ter tido no ensino médio. Parabéns! Esta é também a semana que você poderá ver o seu Bambino pelo sonograma (ultra-som), revelando, exatamente, se é ele ou ela. Por que não comemorar com uma garrafa de suco de laranja? Sei que não é tão atraente como uma champanha.
Seu corpo
Tão temidas pela maioria das grávidas, as estrias cutâneas representam um problema estético muito freqüente, uma vez que se calcula que aparecem em cerca de 75% dos casos. São mais freqüentes na primeira gravidez; se não surgirem na primeira gravidez, é raro que o façam depois, salvo que exista um grande aumento de peso, por exemplo, como conseqüência de uma gravidez múltipla. Podem começar cerca do sexto mês, e aparecem principalmente na barriga e nos seios.
As estrias são uma resposta ao estiramento cutâneo. O que acontece é que as fibras elásticas e de colagêno que sustêm e dão resistência à pele se rompem e depois forma-se uma espécie de cicatriz. Além do crescimento rápido da barriga e dos seios, sabe-se que as hormônios que se multiplicam na gravidez influenciam o seu aparecimento.
Apesar de não ser possível prever quem é que vai ou não desenvolver estrias, a predisposição genética constitui um fator muito importante. Infelizmente não existe uma forma segura de preveni-las quando a mulher já tem esta propensão. De qualquer forma, o cuidado da pele é fundamental, pois se a pela estiver seca, as fibras que se encontram na epiderme rompem-se com maior facilidade, ocasionando esses desagradáveis sulcos na superfície. Uma boa medida é aplicar regularmente um creme nutritivo, emoliente e hidratante com vitamina A, óleo de amêndoas, e outros compostos especiais para melhorar a resistência cutânea. Estes produtos aplicados diariamente ajudam a pele a manter-se nutrida e hidratada, ou seja, melhor preparada para suportar o estiramento. Também é recomendável vestir roupa interior que, sem apertar, apóie a barriga e o peito, para aliviar a tensão.
E ele não pára por aí. Outras alterações cutâneas como acne e erupções cutâneas também são comuns durante a gravidez. Portanto, se estiver saindo por toda parte, você não está sozinha e vão sumir em breve.
O seu útero deve estar agora na mesma altura do seu umbigo. Após essa semana, você deverá estar crescendo em torno de 1cm por semana. Os médicos medem o tamanho do útero para ajudar a traçar o crecimento do bebê. Cada médico tem a sua maneira de medir mas o objetivo é o mesmo. Ao saber de suas medidas, não tente ficar comparando com outras mulheres grávidas pois como dito, cada médico mede de forma diferente (uns usam o umbigo como ponto de referência e outros o osso púbico) e cada mulher bem como o seu bebê vai crescer em proporções diferentes.

Seu bebê



Esta é a semana a maioria das mulheres recebe uma notícia muito importante, revelada pelo ultra-som. Se o seu bebê não for tímido, o órgão genital pode ser visto claramente neste ponto. Será que o bebê faz xixi de pé ou sentado? Bom, isso depende de como você estiver, rs... mas, brincadeiras a parte, se você estiver interessada, você pode deixar o consultório sabendo se você está carregando um menino ou uma menina.




Outros destaques desta semana:


Agora o seu bebê já tem estabelecido padrões de dormir similar a um recém-nascido. Muitos bebês já têm uma posição preferida dormir. Alguns tiram uma soneca com o seu queixo descansando sobre seu peito, enquanto outros tiram um cochilo com a sua cabeça para trás. Muitos bebês nessa idade já tem ciclos de sono e atividades, de modo que você pode saber antes de sua chegada se você tem uma coruja da noite ou um pássaro da manhã.
Se o seu bebê é um menino, os testículos dele descem da pelve para a bolsa escrotal. Se for uma menina, seu útero está totalmente formado e do resto das suas "partes" estão em desenvolvimento. (Será que é muita informação?)
Deste ponto em frente, o seu bebê irá destinar a maior parte de sua energia para ganhar peso e, coincidentemente, você também vai! Neste momento a medida de seu bebê esta semana, da cabeça ao bumbum, deve variar entre 14 e 16cm, tem aproximadamente o tamanho de uma lata de Red Bull (que tem em sua formula uma quantidade demasiada de cafeína para uma mulher grávida tomar, ou seja, fique longe). O peso do feto é agora de 290g aproximadamente.


Faz bem comer...


Bananas são ricas em potássio, portanto auxiliam a evitar caimbras e o cansaço nas pernas. Mas não como muito pois prendem o intestino se comer demais.


É bom saber...

Como na gravidez tudo fica diferente no corpo feminino, os pés merecem cuidado especial. A mulher deve escolher um modelo de calçado que seja bonito - pois ela deve manter seu charme e estar realmente bela -, mas acima de tudo que lhe ofereça bem-estar e saúde para os pés.
Segundo a ginecologista obstetra Alba Lúcia Ramos Zucco, desde o momento em que a gravidez foi confirmada, a gestante precisa se preocupar com o tipo de sapato que está usando.
"Durante toda a gestação, os calçados devem ser confortáveis, adequados à estação e devem ter um salto discreto de 2 a 4 cm, e base larga".
Para a médica, também se deve evitar as rasteirinhas e os chinelos. "Não são apropriados. O salto é aconselhável - até 4 cm - para melhorar a circulação venosa dos membros inferiores, e facilitar o caminhar".
Um calçado inapropriado pode causar vários problemas durante a gestação, mas não interfere no momento do parto, segundo a médiAlinhar ao centroca.
"Sem salto, ocorrem dor nas pernas e problemas nas circulações, nos de salto acima de 5 cm ou muito finos aumento do risco de entorces e quedas, que podem causar traumas tanto para a mãe quanto para o bebê", explica a ginecologista, que desmitifica a crendice de que salto alto causa varizes.

Futuro papai


Você pode começar a procurar os diversos tipos de cursos para a gestação e o parto e deve participar, junto com a mãe, de todas as aulas. É hora de conhecer várias maternidades e o esquema de funcionamento de cada uma. Alguns pais são relutantes enquanto outros ficam entusiasmados com os cursos para gestantes. Você deve participar ativamente e perguntar muito sobre as suas dúvidas. O mais importante é que você vai compartilhar a experiência com outros pais e vai perceber que você não é o único a sentir medo de ser pai.





Fonte: http://saude.fok.com.br/index.php

1 comentários:

Luma disse...

A gravidez é mesmo uma benção divina!!

Verônica, a Ana já passou por aqui para agradecer sua postagem na blogagem coletiva dia 18 e eu passo para avisar que acrescentei seu link à lista de participantes da blogagem coletiva "Em defesa da infância" e quando puder, acesse a lista para saber o que outros blogueiros estão repercutindo. Posteriormente essa lista estará também disponivel também no blogue "Diga não a erotização infantil".

Boa semana!! Beijus

Postar um comentário